São Francisco Submerso

A Madre Filmes tem a felicidade de ser parceira no projeto São Francisco Submerso da Panorama Cultural-PE, sob coordenação do fotógrafo Luiz Netto que conta ainda com os fotógrafos Chico Rasta e Vinícius França.

sfsubmerso-768x432

Encontro do Rio Pajeú com o Rio São Francisco, local onde se localiza a antiga Itacuruba.

captura-de-tela-2016-11-02-as-22-59-27-768x535-2

Seu Tico, profundo conhecedor deste pedaço do Velho Chico, vem sendo o condutor da equipe da Panorama Cultural.

 

São Francisco Submerso, projeto da Panorama Cultural realizado dentro do seu Programa Memória & Patrimônio, deu mais um grande passo hoje com a aprovação de sua segunda etapa, desta vez no tradicional Programa Rumos, do Itaú Cultural.

O Banco Itaú já havia sido parceiro da primeira etapa, juntamente com o Iphan, através da Lei de Incentivo à Cultura. Na ocasião, deu-se início ao trabalho exploratório de sondagem, plotagem e fotografias subaquáticas das ruínas de antigas cidades que foram alagadas pela Usina Hidroelétrica Luiz Gonzaga. Integraram a primeira etapa: o município de Petrolândia, em Pernambuco, e Glória, na Bahia, além dos distritos de Barreiras, Brejinho e Torquato, todos hoje submersos no enorme lago represado da Usina, o Lago de Itaparica. O projeto também visitou um naufrágio existente na Terra Indígena Truká, em Cabrobó, Pernambuco.

Todas as ruínas catalogadas tiveram seus marcos repassados para o Iphan, visando futuras políticas públicas de proteção deste patrimônio e contou inclusive com a descoberta de ruínas inéditas, nunca antes fotografadas.

A primeira etapa de São Francisco Submerso também teve como produto uma bela exposição do fotógrafo oficial do projeto, o pernambucano Luiz Netto. A mostra, batizada de São Francisco Submerso – O Lago de Itaparica, passou por Recife (PE), São Paulo (SP) e Garanhuns (PE), rendendo ao artista o tradicional Prêmio Arte & Patrimônio, do Iphan, além de ter sido um dos três finalistas do Prêmio Brasil Criativo, na categoria Patrimônio Material, premiação oficial do Ministério da Cultura para os setores da economia criativa.

Além destes prêmios, o trabalho também foi o indicado de Pernambuco para a final nacional do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, outra premiação do Iphan, desta vez voltada esta para trabalhos de preservação do patrimônio material.

Mais informações: http://panoramacultural.com.br

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Up ↑

%d bloggers like this: